Pular para o conteúdo

BLOG-Epagri

Estudantes da Serra Catarinense criam cooperativa para vender sabão ecológico e adubo orgânico

Educação ambiental e cooperativismo na prática foram uma grande lição neste ano para os alunos da Escola Nucleada Laudelino Borguezan, localizada no interior de Urubici, na Serra Catarinense. Em um projeto de parceria entre a Epagri, a prefeitura e o Sicoob, os estudantes estão produzindo e vendendo o adubo orgânico “Laudemix” e também o sabão “Sabóleo”, feito com óleo de cozinha usado.

Estudantes comercializam os produtos e aprendem sobre cooperativismo e finanças

A Epagri realizou duas oficinas na escola: o extensionista rural Hederson Dalpiaz falou sobre compostagem e ensinou os estudantes a produzir adubo orgânico usando restos de frutas e verduras da cozinha. Em um segundo encontro, a extensionista social Cláudia Maria Schmitz realizou uma oficina sobre fabricação de sabão de álcool e de óleo de cozinha usado.

Em sala de aula

A partir desse conhecimento, as professoras trabalharam diversas atividades relacionadas ao tema com todas as turmas da escola, somando 90 alunos do 1º ao 5º ano. Moradores da comunidade também se envolveram no projeto e, a partir de julho, o sabão e o adubo passaram a ser produzidos na escola.

Os alunos calcularam os custos, produziram as embalagens, os rótulos (com desenhos e informações sobre a composição), cartazes de propaganda e textos informativos a respeito dos produtos. “Eles também fizeram pesquisas a respeito dos benefícios do adubo orgânico e sobre os malefícios do óleo de cozinha descartado na natureza”, acrescenta Scheylla Susann Karklis, coordenadora pedagógica da escola.

Cooperativa mirim

Para divulgar o projeto, foram realizados na cidade dois “Pedágios Ambientais”, com distribuição de mudas de plantas e venda dos produtos feitos pelos alunos. “Com a venda dos produtos e os valores que foram arrecadados, vimos a necessidade de trabalhar a educação financeira na escola, então o banco Sicoob nos propôs a criação de uma cooperativa mirim na escola”, conta Scheylla. O objetivo é auxiliar na administração do dinheiro arrecadado e no investimento na fabricação de novos produtos.

Os cerca de R$2 mil arrecadados até agora com as vendas foram depositados numa conta aberta pelos pais dos alunos e um representante dos professores. O dinheiro será usado na fabricação de novos produtos e também em um passeio especial para as crianças.

Epagri na escola

A parceria da Epagri com a escola já dura mais de dez anos. “Já realizamos trabalhos com tinta de cores da terra, coleta de água da chuva, reciclagem, distribuição de mudas e outras atividades. É o primeiro contato das crianças com Epagri. Elas levam esse conhecimento para casa e isso acaba influenciando na forma como as famílias rurais veem e preservam o meio ambiente”, diz a extensionista Claudia Schmitz, da Epagri.

Preservar e cooperar

A coordenadora pedagógica da escola destaca que, por meio dos valores e princípios cooperativistas, os alunos aprendem que todos podem contribuir para a preservação do meio ambiente e a melhoria de qualidade da vida na comunidade. “A família, com a participação em oficinas, tem a possibilidade de prosperar no seu local de origem. Os alunos aprendem na prática sobre como administrar sua vida financeira”, diz Scheylla.

Outro fator que multiplica os benefícios desse projeto é a valorização do conhecimento e das experiências de moradores da região.  “A escola desafia os alunos e a comunidade escolar a participar de maneira prática para a conquista de um ambiente mais preservado e agradável para todos”, finaliza a coordenadora.

Mais informações:

Cláudia Maria Schmitz, extensionista da Epagri em Urubici: claudias@epagri.sc.gov.br, (49) 3233 8368.

Veja no vídeo como fazer uma composteira doméstica:

Skip to content