Porto de São Francisco do Sul ganha monitoramento marítimo

O Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina (Epagri/Ciram) firmou contrato com o Porto de São Francisco do Sul para monitoramento de maré e corrente marítima na baía da Babitonga. Pelo contrato, a Epagri vai instalar, monitorar o funcionamento e dar manutenção aos equipamentos. Também será confeccionado um site na internet, que ficará hospedado no portal da Epagri/Ciram, para visualização das medições em tempo real.

Segundo os técnicos do porto, há uma tendência de os navios cargueiros serem cada vez maiores. Como a baía da Babitonga não é muito profunda, algumas vezes as operações de atracamento são realizadas no limite da maré necessária. “Por isso, é muito importante que se conheça a maré meteorológica na região em tempo real”, informa Matias Boll, pesquisador da Epagri que coordena o projeto.

Ele explica que a maré astronômica é a maré prevista por meio do cálculo de médias harmônicas e amplamente divulgada nas tabelas da Marinha do Brasil para os principais portos do País. A maré meteorológica, por sua vez, é o conjunto da maré astronômica e das condições meteorológicas (chuva, vento, pressão etc.) prevalentes no local. Em outras palavras, essa é a maré que ocorre no local onde está instalado o marégrafo. O seu valor é acessível apenas por meio da instalação de um marégrafo de precisão.

A consulta ao site da Epagri/Ciram permite observar on-line os valores da maré meteorológica de São Francisco por qualquer computador conectado à internet. Em breve será instalado um correntômetro para medir a corrente marítima na localidade. A Epagri/Ciram pretende ainda trocar os marégrafos atuais por equipamentos mais modernos, que serão capazes de fazer medições por radar.

A página de monitoramento será aberta ao público em geral, por isso as informações poderão ser usadas também por pescadores, aquicultores, praticantes de esportes aquáticos e turistas.

(Publicado em Vol. 28, nº2, ago./dez. 2015)